Sobre uma Faculdade Superior de Apetição compreendida como Razão Prática: Kant em diálogo com Wolff | Cunha | Kriterion: Revista de Filosofia

Sobre uma Faculdade Superior de Apetição compreendida como Razão Prática: Kant em diálogo com Wolff

Bruno Cunha

Resumo


Neste artigo, busco identificar, através de algumas passagens da Fundamentação da Metafísica dos Costumes e da Crítica da Razão prática, o debate de Kant com a Filosofia Prática Universal de Wolff. Em um primeiro momento, eu apresento, de forma sucinta, alguns aspectos gerais da metafísica e da ética wolffiana com o intuito de, em um segundo momento, explicitar como algumas considerações de Kant, em suas duas primeiras obras morais, incidem diretamente nas teses de seu predecessor. A crítica de Kant é apresentada nas seguintes etapas. Primeiro, eu destaco, diante das teses de Wolff, o argumento kantiano sobre a impossibilidade de se estabelecer os princípios da faculdade superior de apetição e da obrigação moral a partir do prazer baseado nas representações e, por conseguinte, no princípio da felicidade.  Em um segundo momento, eu sublinho a reivindicação kantiana de uma razão prática pura como a única base da faculdade superior de apetição. A partir disso, é notável o surgimento dos novos conceitos kantianos de lei formal, de liberdade e de perfeição moral. Por ultimo, eu destaco, ainda em dialogo com Wolff, como a razão prática pura, compreendida como faculdade superior de apetição, pode representar não apenas as bases da necessidade moral, mas também uma fonte adequada de motivação.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLISON, H. Kant's Groundwork for the Metaphysics of Morals: A Commentary. Oxford: Oxford University Press, 2011.

BAUMGARTEN, A.G. Metaphysica. Halle, 1779.

BECK, Lewis. A Commentary on Kant's Critique of Practical Reason. Chicago, Chicago University Press, 1960.

HENRICH, Dieter. Kant und Hutcheson. Kant-Studien. v.49. Berlin: de Gruyter, 1958, p.49-69.

_____.Über Kants früheste Ethik. Kant-Studien. v.54. Berlin: de Gruyter, 1963, p.404-431.

KANT, I. Gesammelte Schriften. v. I-XXI, Akademie der Wissenschaften. Berlin: Reimer (later DeGruyter), 1910.

SCHMUCKER, Josef. Die Ursprünge der Ethik Kants in seinen vorkritischen Schriften und Reflektionen. Meisenheim: A. Hain, 1961.

SCHNEEWIND, Jeromé. A Invenção da Autonomia: uma história da filosofia moral moderna. São Leopoldo: Editora Usisinos, 2001.

SCHWAIGER, C. The Theory of Obligation in Wolff, Baumgarten, and the Early Kant em: Kant’s Moral and Legal Philosophy, hrsg. Karl Ameriks - Otfried Höffe, Cambridge: Cambridge Press, 2009, p. 58–76.

WOLFF, C; LEIBNIZ, W. Briefwechsel zwischen Leibniz und Christian Wolff. Halle: H.W. Schmidt, 1860.

______. Vernünftige Gedancken Von Gott, der Welt und der Seele des Menschen, auch alle Dingen Überhaupt. Hildesheim: Ed. Charles A, 1983.

______.Vernünftige Gedancken von der Menschen Tun und Lassen zur Berförderung ihrer Glückseligkeit. Halle, 1720.